Notícias

  • ALIMENTOS QUE AJUDAM A MANTER O BRONZEADO
    24/01/2013 - 12:11

    Ricos em Carotenoides e Vitamina A são as melhores opções

    Quer um bronzeado de dar inveja? Então, pense primeiro na alimentação. Para manter a pele bonita no verão, além do protetor solar e da hidratação, é possível manter um bronzeado duradouro ingerindo alimentos que ajudam a potencializar a melanina da pele. Os ricos em vitamina A e carotenoides são os que mais ajudam a manter o bronzeado e podem ser encontrados nos alimentos amarelos ou alaranjados, como mamão, abóbora, cenoura e tomate. Folhas escuras, como rúcula, couve e espinafre, também são ricas em vitamina A e carotenoides.

    O ideal é incluir 2 porções na alimentação diária, pelo menos uma semana antes de começar a tomar sol. As folhas escuras podem estar na salada ou em sucos feitos com frutas. Uma opção é bater couve, cenoura, laranja, beterraba e então adicionar uma colher de farinha de linhaça. O ideal é que a pessoa procure variar as opções com o tempo. Porém, nada adianta se a hidratação regular da pele não for mantida. Na exposição ao sol, deve-se beber muita água natural e/ou água de coco.

     

    Alimentos importantes para a pele

    - Frutas cítricas, como laranja, limão, morango e acerola, são excelentes fontes de vitamina C. Elas estabilizam a estrutura do colágeno, pois têm função de recompor a pele. Além disso, são fotoprotetoras, ou seja, protegem a pele dos raios UVA e UVB. A vitamina C neutraliza os radicais livres, preservando dessa forma a firmeza, elasticidade e resistência da pele, o que ajuda também a prevenir o aparecimento de manchas e o envelhecimento precoce. Ideal de consumo: duas porções por dia.

    - Grãos e oleaginosas, como amêndoas, soja, feijão e noz, possuem cobre e manganês, que auxiliam na síntese do colágeno. Ideal de consumo: uma porção por dia.

    - Alimentos amarelos e alaranjados, como cenoura, tomate, abóbora e mamão, protegem a pele dos raios UVA e UVB por serem fotoprotetores. Também possuem vitamina A que é um potente antioxidante. Ideal de consumo: uma porção por dia.

    - A vitamina A presente na goiaba conserva a saúde da pele e das mucosas, pois é um potente antioxidante, isto é, protege a pele dos danos dos radicais livres.

    - O betacaroteno, ou pró-vitamina A, presente no trigo Kamut, é um pigmento fundamental para a manutenção dos tecidos. Essa vitamina age como protetor da pele contra o sol e contra diversas infecções. Ideal de consumo: duas vezes por semana (utilize no lugar de trigo comum).

    - O enxofre presente no alho é muito importante para a saúde da pele, pois participa da cisteína, um aminoácido que inativa os radicais livres, assim como da taurina e da metionina. Ideal de consumo: preparar alimentos diariamente com alho semi-cru.

    - Óleos e sementes, como azeite extra-virgem, óleo de macadâmia, óleo de linhaça, possuem Vitamina E, que auxilia na maciez e hidratação da pele. Ideal de consumo: utilizar na forma de temperos de saladas (faça um mix com estes três óleos e tempere a salada).

    - Maçã possui vitaminas do complexo B que ajudam na prevenção de problemas de pele. Ideal de consumo: uma maçã por dia.

    - Os benefícios dos itens ricos em carotenoides vão além da cor da pele. Eles combatem a ação dos radicais livres (acelerada pelos raios UV), mantendo a elasticidade, a integridade e o equilíbrio da pele.

    - Para proteger a pele dos raios de sol, também são indicados alimentos que contenham zinco (ostras, carne vermelha, leite e fígado); coenzima Q10 (aspargo, damasco, sardinha e sementes oleaginosas); selênio (castanhas, nozes e lentilhas); magnésio (leguminosas, sementes e nozes); cobre (fígado, moluscos e grãos integrais); biotina (fígado, cogumelo, amendoim e leite); e flavonoides (amoras, acerola, cereja, framboesa, uvas vermelhas e roxas, amoras azuis e pretas e casca de berinjela).

    Vale reforçar as recomendações para um bronzeado seguro: muito protetor solar (fator de proteção solar mínimo 30) e exposição ao sol em horários amenos, preferencialmente antes das 10 da manhã e após as 4 da tarde. Para maiores informações, consulte um nutricionista e um dermatologista.

    Um ótimo restante de verão para todos.

    ..............................++



  • PRESSÃO ARTERIAL
    15/01/2013 - 09:55

    Como medir corretamente

    A automedida da pressão arterial, realizada pelo próprio paciente fora do ambiente médico, quando este utiliza um aparelho certificado, é de grande valia para o diagnóstico da hipertensão arterial (pressão alta) e para o acompanhamento de hipertensos. Para isso, cuidados especiais são muito importantes para que o resultado da medição seja o mais preciso possível. Alguns desses cuidados são:

    - Evite medir a pressão arterial em momentos de estresse, nervosismo, dor ou após uma noite ruim de sono, pois isso poderá não traduzir a pressão arterial habitual do paciente. As situações normais do cotidiano são as mais indicadas para realizar a medição;

    - A medição da pressão arterial também não deve ser um ato compulsivo, pois a própria expectativa poderá afetar o valor dos resultados. Um ambiente tranquilo com temperatura agradável é fundamental;

    - Também é importante não ter ingerido álcool, café, alimentos ou fumado 30 minutos antes da medição. 60 minutos após ter praticado exercícios físicos também podem alterar o resultado, bem como a bexiga cheia;

    - É necessário repouso na posição sentada pelo menos 5 minutos antes de medir a pressão;

    - Utilize um aparelho de medida da pressão arterial adequado. Os aparelhos eletrônicos validados (testados por entidades especializadas) são os ideais, pois minimizam erros na interpretação das medidas da pressão arterial;

    - Não coloque o aparelho no braço por cima das roupas. Se a circunferência do braço for superior a 35 centímetros ou inferior a 26 centímetros pode ser necessário a utilização de uma braçadeira de tamanho especial;

    - Meça sentado, com as costas apoiadas. Utilize sempre o mesmo braço ou aquele que apresenta maiores valores de pressão arterial (geralmente o braço esquerdo). Apoie o braço na altura do coração com a palma da mão voltada para cima. A parte inferior do manguito deverá estar cerca de 2 a 3 centímetros acima da prega do cotovelo (região que divide o braço do antebraço);

    - Não fale durante a medição;

    - Realize 3 medidas logo ao acordar (com intervalos de 1 minuto entre elas) e duas horas antes e após o jantar ou almoço, totalizando entre 6 e 9 medidas diárias. Anote em uma caderneta o dia, a hora e o valor obtido em cada medida. Leve as anotações para o seu médico na próxima consulta.

    ..............................++



  • COMER PARA EMAGRECER
    02/01/2013 - 18:22

    Nutricionistas, nutrólogos e outros especialistas são unânimes ao afirmar que é preciso comer para emagrecer. A grande questão é acertar nas escolhas, evitando excesso de gorduras e açúcares. Existem muitas novidades para aplacar a fome, como a semente de chia ou cranberry, mas nada como soluções simples para acalmar o estômago no meio da manhã ou da tarde.

    Veja a seguir os alimentos mais importantes para quem busca a saciedade e, que de quebra, realizam uma verdadeira desintoxicação do seu organismo:

     

    - Maçã

    Uma maçã média, no meio da manhã ou da tarde, é o que você precisa para não exagerar na hora do almoço ou jantar. Ela é leve, doce e rica em pectina, um tipo de fibra que faz com que o estômago demore mais para ser esvaziado, o que aumenta a sensação de bem estar e saciedade. Isso faz com que a próxima refeição demore mais para acontecer.

     

    - Cenoura

    Rica em fibras e vitaminas importantes, na versão crua ela é ainda melhor no quesito saciedade. A cenoura garante a sensação de estômago cheio mais rapidamente quando comparamos com a ingestão de outros alimentos e é fácil de mastigar. Neste processo, a mastigação tem um papel fundamental: O ideal é mastigar de 20 a 30 vezes cada porção, dependendo da textura e resistência do alimento. A correta mastigação é o melhor medidor da quantidade de comida que o corpo deve ingerir. Enquanto a boca mastiga o alimento, o cérebro recebe avisos gradativos sobre a assimilação do que foi ingerido até o momento em que envia o comando de saciedade. O que significa dizer que quanto mais mastigar, menos você vai comer.

     

    - Biscoito integral

    Hoje é possível comprar biscoitos que já vem na quantidade exata para matar a fome. Antes de comprar veja se o produto contém chocolate, mel ou outro componente que o torne muito açucarado. Ser integral não significa que ele tenha menos calorias, mas que a casca em volta do grão foi preservada, o que aumenta a quantidade de fibras. Estas são as últimas substâncias que o estômago digere. Elas formam uma gelatina junto com a água, que provoca a sensação de estômago cheio, e ainda ajuda a diminuir a absorção de glicose.

     

    - Soja tostada

    Excelente fonte de proteínas de origem vegetal, a soja pode ser consumida como petisco que sacia a fome e mantém suas propriedades. A soja contém isoflavona, que é indicada para mulheres que fazem reposição hormonal, também é rica em zinco, cálcio, potássio, vitaminas do complexo B e fibras solúveis. Ela tem alto valor nutricional e também provoca a sensação de saciedade mais rapidamente quando comparada a outros alimentos. Para aproveitar o que a soja tem de melhor recomenda-se consumir duas colheres de sopa no lanche da manhã ou da tarde, já que ela possui valor calórico considerável.

     

    - Abacaxi

    Rico em água e fibras, o melhor é consumi-lo após o almoço ou o jantar. O abacaxi é refrescante, ajuda no processo de absorção de ferro no organismo e ainda ajuda a digerir lentamente outros alimentos. Para aumentar a saciedade, recomendo comer o miolo das rodelas da fruta, que costuma ser descartado, já que ele possui alta concentração de fibras.

     

    - Chás diuréticos

    Verde, de cavalinha ou dente de leão. Todos irão diminuir o inchaço, já que favorecem a eliminação de toxinas do corpo através da urina, consequentemente levando ao emagrecimento. O chá verde ainda possui cafeína em sua composição, que acelera o metabolismo e favorece a queima de gordura. Recomendação: quatro xícaras por dia.

     

    - Aveia

    A versão em flocos é fonte de fibras e promove a sensação de saciedade por mais tempo, diminuindo os picos de insulina, hormônio anabólico que favorece o depósito de gordura no corpo. A aveia ainda é fonte de betaglucana, uma das fibras mais potentes que existem. Recomendação: duas colheres de sopa por dia.

     

    - Chia

    A semente de chia provoca saciedade rapidamente. Ela forma uma espécie de gel no estômago, preenchendo o espaço. Assim, a sensação de fome é menor. Rico em ômega-3, a chia é um alimento anti-inflamatório, o que favorece a perda de peso. Também é desintoxicante e melhora o trânsito intestinal. Recomendação: uma colher de sopa por dia misturada em vitaminas ou sobre a salada.

     

    - Gengibre

    É um alimento considerado termogênico, rico em gingerol, que acelera o metabolismo e favorece a queima de gorduras. Durante o processo de digestão os alimentos termogênicos exigem maior demanda de energia do organismo, estimulando o emagrecimento. Recomendação: consuma um pedaço pequeno (três vezes ao dia) em chás, sucos e vitaminas ou ainda como tempero para aves e peixes.

     

    - Pimenta

    Rica em capsaicina, a pimenta é considerada um alimento termogênico (que transforma em energia as calorias provenientes da gordura corporal e da alimentação). Pessoas com problemas gástricos e hemorroidas devem evitar o consumo. Recomendação: algumas pitadas por dia, como tempero para diferentes pratos.

     

    - Vinagre de maçã

    É considerado termogênico e diurético. Ajuda a eliminar toxinas e inchaço, favorecendo o emagrecimento. Recomendação: utilize diariamente como tempero para saladas.

     

    RETIRE DA SUA ALIMENTAÇÃO

    Alimentos refinados: são praticamente isentos de vitaminas e prejudicam o trabalho do metabolismo, já que não provocam saciedade. Suas calorias são vazias e não trazem benefícios para o organismo. O ideal é escolher sempre a versão integral dos alimentos, a fim de consumir fibras e promover a saciedade. Evite: arroz, açúcar e pão branco, pão francês, macarrão que não seja integral e açúcar branco. Sempre opte na versão integral a fim de lhe fornecer fibras.

     

    Alimentos ricos em gorduras saturadas: não possuem propriedades benéficas para o organismo. Evite o consumo de sorvetes, biscoitos, bolos, manteiga, margarina, chocolate, entre outros. Carnes magras, como frango e peixe, são fontes de ferro e não devem ser cortados totalmente da dieta.

     

    Alimentos com alto índice glicêmico: são metabolizados pelo nosso corpo de forma mais rápida e quase não exigem energia para a sua digestão. São pobres em fibras e retardam a sensação da saciedade. Além disso, elevam os níveis de insulina no sangue, favorecendo o acúmulo de gorduras. Evite o consumo de bolos, sorvetes, pães brancos, batata frita, tapioca, entre outros.

     

    Alimentos ricos em gorduras trans: são gorduras modificadas em laboratório. O corpo não as reconhece e elas acabam acumuladas na barriga e em outras regiões do corpo. Evite o consumo de margarina, salgadinhos, frituras, pães, massas, leite e derivados.

     

    Alimentos industrializados: possuem conservantes e aditivos químicos em sua composição. Pobres em nutrientes prejudicam a absorção de vitaminas e minerais que são fundamentais para o nosso organismo. Ainda são riquíssimos em sódio, que favorecem o inchaço e a formação da barriguinha. O Ministério da Saúde preconiza o consumo de 2100mg de sódio por dia, mas apenas uma porção de alimentos industrializados pode conter mais de 1000mg. Evite: salgadinhos de pacote, molhos prontos, biscoitos, entre outros alimentos.

     

    Para resultados eficientes e seguros, consulte e tenha acompanhamento de profissionais qualificados.

    ..............................++



Páginas