Notícias

  • ALIMENTOS QUE COMBATEM A DEPRESSÃO
    26/04/2012 - 20:27
     
    Por serem ricos em nutrientes, eles ajudam no combate à doença e garantem bem-estar

    Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 24 milhões de pessoas sofrem com a depressão na América Latina. Falta de energia, humor afetado, ausência de vontade de fazer as tarefas comuns da rotina, bem como manifestações físicas - dor de cabeça e de estômago - podem ser sintomas dessa doença.

    Como nosso cérebro produz substâncias chamadas de neurotransmissores, que controlam inúmeras funções cerebrais, sendo um destes a serotonina, capaz de dar ao cérebro sensação de bem-estar, regulando nosso humor e também dando sensação de "saciedade", a alimentação adequada pode ajudar a produzir mais desta substância, aumentando o bom humor e ajudando no combate à depressão. Vale ressaltar que a alimentação adequada não substitui, mas complementa o tratamento da doença com a intervenção medicamentosa e terapêutica.

    Para a produção cerebral da serotonina são necessárias matérias primas fundamentais para sua síntese. Triptofano (aminoácido), magnésio, cálcio (minerais), vitamina B6, ácido fólico (vitaminas) são algumas dessas substâncias. Conheça a seguir os alimentos que ajudam nesse processo e podem melhorar e muito o seu humor, combatendo a depressão.

    - Mel: Estimula a produção de serotonina. Para usufruir dos benefícios, duas colheres de sobremesa ao dia, são suficientes;

    - Melancia, abacate, mamão, banana, tangerina e limão são conhecidos como agentes do bom humor. Essas frutas são ricas em triptofano, aminoácido que ajuda na produção de serotonina. É recomendado o consumo de três a cinco porções de frutas todos os dias;

    - Leite e iogurte desnatado: Ótimas fontes de cálcio, mineral que elimina a tensão e depressão. O cálcio ajuda a reduzir e controlar o nervosismo e a irritabilidade. Ele participa também das contrações musculares, dos batimentos cardíacos e da transmissão de impulsos nervosos; regulariza a pressão arterial. É recomendado o consumo de 2 a 3 porções por dia;

    - Castanha-do-pará, nozes e amêndoas: Ricas em selênio, um poderoso agente antioxidante. Elas colaboram para a melhoria dos sintomas de depressão, auxiliando na redução do estresse. As quantidades diárias recomendadas são duas a três unidades de castanha-do-pará ou cinco unidades de nozes ou 10 a 12 unidades de amêndoas. Mas também é possível fazer um mix saboroso dessas oleaginosas;

    - Laranja e maçã: Elas ganham destaque porque fornecem ácido fólico, cujo consumo está associado à menor prevalência de sintomas depressivos. Além disso, por ser rica em vitamina C, a laranja promove o melhor funcionamento do sistema nervoso, garante energia, ajuda a combater o estresse e previne a fadiga;

    - Banana e abacate: A banana é rica em carboidrato (hidratos de carbono), potássio e magnésio. Também é fonte de vitamina B6, que produz energia. Essa fruta diminui a ansiedade e ajuda a se ter um sono tranquilo. O abacate é outra ótima opção antes de dormir. Consuma duas colheres de chá de abacate puro (sem açúcar ou adoçante) todos os dias antes de deitar;

    - Carnes magras e peixes: O triptofano, presente nestas fontes de proteína, ajuda no combate à depressão e melhora o humor, aumentando a produção de serotonina, sendo capaz de reduzir a sensação de dor, o apetite, relaxar, criar a sensação de prazer e bem-estar e até induzir e melhorar o sono. Recomenda-se entre uma a duas porções por dia, principalmente de peixes como atum e salmão;

    - Soja: Rica em magnésio, segundo mineral mais abundante no nosso organismo e que desempenha um papel fundamental na energia das células, a soja ajuda a reduzir a fadiga e aumentar os níveis de energia. Esse mineral combate o estresse porque tem propriedades tranquilizantes naturais, principalmente quando combinadas com cálcio;

    - Aveia e centeio: Os dois são ricos em vitaminas do complexo B e vitamina E. Estes nutrientes possuem grande importância, pois melhoram o funcionamento do intestino, combatem a ansiedade e a depressão. A recomendação é de, pelo menos, três colheres de sopa por dia;

    - Ovos: Uma boa fonte de tiamina e a niacina (vitaminas do complexo B), que colaboram com o bom humor. O recomendado é uma unidade por dia, no máximo. Quem tem colesterol alto deve se preocupar com o consumo em excesso, e evitar, principalmente a versão frita;

    - Folhas verdes: Indivíduos deprimidos podem apresentar baixos níveis de vitamina B12, levando a diminuição do folato e o desequilíbrio do metabolismo dos neurotransmissores do cérebro associados ao controle do humor. Estudos mostram que uma alimentação com consumo elevado de folato (importante vitamina do complexo B) está associada à menor prevalência de sintomas depressivos. Dos alimentos ricos em folato, destacam-se as hortaliças folhosas verde-escuras (espinafre, brócolis, alface). O recomendado é a ingestão diária de três a cinco porções;

    - Carboidratos complexos: Ajudam o organismo a absorver triptofano e estimulam a produção do neurotransmissor serotonina. Uma alimentação pobre em carboidratos, por vários dias, pode levar a alterações de humor e depressão. Os principais alimentos ricos em carboidratos são os pães e os cereais integrais (trigo, arroz). A recomendação é de 6 a 9 porções diárias.

    ..............................++



  • TECNOLOGIA DE INTERFACEAMENTO
    24/04/2012 - 14:42
     
    O objetivo da direção do laboratório ao investir em novas tecnologias é garantir o melhor para seus pacientes

    O Laboratório Multianálises implantou, a partir de novembro de 2010, como uma atitude pioneira na região, o interfaceamento dos aparelhos utilizados para a realização de exames (Sistema JALIS de Interfaceamento). Esse procedimento permite a troca digital de informações entre os equipamentos de automação laboratorial e o LIS (software de informação utilizado pelo laboratório) sem a necessidade da interferência humana (como ocorre na grande maioria dos laboratórios). Uma das grandes vantagens dessa tecnologia é a probabilidade nula de erros de digitação de resultados, já que essa etapa se torna desnecessária. Segundo o Bioquímico Ricardo Pereira Winckler, um dos diretores-proprietários do Multianálises, “o tempo do processo é reduzido, a produtividade, juntamente com a precisão, aumenta e a segurança para o paciente se torna ainda maior”.

    As principais vantagens do Interfaceamento são:

    SEGURANÇA pelo fim definitivo da possibilidade de erro durante a transcrição dos dados dos equipamentos de automação laboratorial para o arquivo de impressão dos resultados dos exames; importante destacar que o sistema gera um CÓDIGO DE BARRAS que identifica a amostra do paciente. Assim, os aparelhos reconhecem com precisão cada amostra e enviam os resultados para o sistema com total segurança;

    - Maior AGILIDADE na entrega dos exames - até 40% mais rápido. Conforme os resultados saem dos aparelhos e recebem o “ok” do profissional responsável, são automaticamente lançados no sistema JALIS; a partir desse momento já estão à disposição do médico e do paciente, tanto na internet (no site www.multianalises.com) como em qualquer Unidade de Atendimento do Multianálises;

    LIBERDADE para o bioquímico se concentrar em atividades onde sua atenção é realmente fundamental, eliminando etapas que passam a ser desnecessárias;

    - Maior PRECISÃO para os médicos poderem avaliar e decidir sobre o tratamento mais adequado;

    CONFIABILIDADE - como os Equipamentos de Automação identificam as amostras por código de barras, não há a possibilidade de troca de amostras na realização das análises;

    VISUALIZAÇÃO dos resultados pela internet ou nas unidades de atendimento no exato momento em que os mesmos foram liberados pelo sistema.

    Com toda essa tecnologia, o Laboratório Multianálises possibilita que seus pacientes tenham acesso ao que existe de mais moderno, seguro e ágil, garantindo assim resultados altamente satisfatórios, tanto para o próprio laboratório, que reconhece a importância da qualidade de seus serviços, quanto para o paciente e seu médico, que encontram, através desses recursos, o melhor caminho para a recuperação da saúde.

    ..............................++



Páginas